Criando Aplicativos para a Agilização da Justiça

Classificação

Classificação ADPESP

1ª – Juvenal Marques Ferreira Filho (nota: 7,2):
APLICATIVO POLICIAL INVESTIGATIVO (API)”

Classificação Faculdade

1ª – Thais da Silva Soares (nota: 8,2):
HUMANIZANDO E AGILIZANDO AS ATIVIDADES DA POLÍCIA JUDICIÁRIA ATRAVÉS
DA TECNOLOGIA. (Faculdade – Fundação Escola Superior do Ministério Público)

2ª – Larissa Ferreira Rodrigues (nota: 7,2):
DIREÇÃO SEGURA: CONSCIENTIZAR É PRECISO (Universidade Federal de Viçosa
(UFV – CRP)

3ª – Railssa Peluti Alencar (nota: 5,3):
HEBDO-SPIDER: UM APLICATIVO SUPER POLÍCIA-LADRÃO-ARANHA DE REDUÇÃO
DE PERÍMETRO INVESTIGATIVO (Faculdade IDP – Instituto de Direito Público)

Classificação Policial

1ª – Gilson Luiz Santin (nota: 8,7):
SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA INFORMAÇÃO – SGI

2ª – Rafael Ferreira Vianna (nota: 7,5):
APLICATIVO PARA CONTROLE E ORGANIZAÇÃO DE FONTES VIVAS DE INFORMAÇÃO

3ª – Jose Eduardo Marcico (nota 6,0):
IMPRESSÕES DE CRIMES

4ª – Wilson Magno Vidal e Alysson Ricardo Reis:
LIVRO DE REGISTROS APLICATIVO PARA AGILIZAR ATENDIMENTO DE PERICIAS

5ª – José Walter Florêncio do Nascimento:
FLAGRANTE WEB

6ª – Ailton José de Lima:
DATA MINING NA INVESTIGAÇÃO POLICIAL

Ata de Recebimento e Identificação dos Artigos Inscritos no Concurso “Aplicativos para agilizar a Polícia Judiciária”

Aos 26 de outubro de 2016, recebidas dos membros da Comissão Avaliadora, composta pela Juíza Federal Thais Schiling Ferraz, pelo Delegado de Polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge e pelo Engenheiro Leandro Muller, as notas do concurso promovido pela ADPESP e pelo IBRAJUS, “APLICATIVOS PARA A AGILIZAÇÃO DA POLÍCIA JUDICIÁRIA”, notas estas não identificadas e constando apenas o número de inscrição de cada autor ou autores dos artigos apresentados, foi feita a soma e a divisão por três, a fim de ter-se qual a classificação dos inscritos. Em seguida, promoveu-se a identificação do número de cada trabalho com o autor ou autores, de modo a ter-se o nome e classificação dos inscritos por categoria. Deliberou-se então divulgar o nome de todos, com a nota atribuída apenas aos 3 (três) primeiros em cada categoria. Ademais, registra-se que a Comissão Examinadora houve por bem desclassificar o trabalho intitulado “O NÃO INDICIAMENTO DEVE SER FUNDAMENTADO”, por inadequação ao tema proposto no edital. Nada mais havendo, fazendo o documento anexo com as notas e os respectivos nomes parte da presente ata, foi ela encerrada, sendo, por mim, Secretaria do IBRAJUS Vanessa Sayuri Massuda França e assinada pelo coordenador do concurso, Desembargador Vladimir Passos de Freitas, e pelas testemunhas Nicolle Sayuri França Uyetaqui e Jaine Gabriele de Souza Ribeiro,
associadas do IBRAJUS.

 

Faça Download do Resultado – PDF

Vladimir Passos de Freitas
Vanessa Sayuri Massuda França
Nicolle Sayuri França Uyetaqui
Jaine Gabriele de Souza Ribeiro

Participe desta postagem. Deixe seu comentário.